Festa de Confraternização CEE 2011

Publicado sábado, 3 dezembro, 2011 por Adão Salles
Categorias: ESDE

A festa de confraternização, ocorrida no dia 26/11/11 no clube Ítalo na Ilha do Boi, foi um sucesso. Compareceram mais de 170 pessoas entre trabalhadores, frequentadores amigos e familiares.

A comida e as bebidas estavam uma delícia além da música que embalou os dançarinos, como vocês podem conferir no álbum virtual abaixo.

Clique na foto abaixo para abrir o álbum virtual.

Jantar Natural 2011

Publicado segunda-feira, 30 maio, 2011 por Adão Salles
Categorias: Divulgação

Tags: , ,

Ocorrido no sábado passado (28/05/11) o tradicional jantar natural da CEE foi um sucesso de público e de sabor. Aqueles que puderam participar dessa festa, que comemorava os 29 anos de fundação da Comunidade, encontraram uma farta mesa com entradas, pratos principais, sucos e sobremesas deliciosas.

Parabéns às senhoras que tiveram o carinho de preparar todos esses alimentos e também a todos que trabalharam servindo e recepcionando os convidados.

Clique na imagem abaixo para abrir o álbum virtual com as fotos do evento.

Seminário Desafios na Constelação Familiar

Publicado terça-feira, 17 maio, 2011 por Adão Salles
Categorias: Divulgação

Tags: ,

Continuando com as atividades em comemoração aos 29 anos da CEE, no domingo passado (15/05/11) contamos com a presença de um palestrante, que mais vez nos brinda com sua maravilhosa eloquência ao tratar de assunto tão especial. O nosso querido  Alisson Guedes Pessoa, de Pernambuco, conduziu o seminário Desafios na Constelação Familiar.

Para aqueles que não puderam participar do seminário pode acompanhar uma parte dele através dos vídeos abaixo.

               

ESDE promove festa de aniversário da CEE – 29 anos

Publicado terça-feira, 17 maio, 2011 por Adão Salles
Categorias: ESDE

Tags: , , ,

Como de costume o ESDE arrasou na festa de comemoração do aniversário da CEE. Com muito empenho de monitores e alunos tivemos um evento como não víamos a muito tempo em nossa comunidade.

O tema da festa foi: 150 anos do Livro dos Médiuns. E para essa comemoração foi apresentada peça teatral, vídeos, músicas, jogral e muitas outras apresentações. Ao final da festa tivemos o tradicional “comes e bebes”, onde todos puderam se confraternizar com salgadinhos e refrigerantes.

Além das apresentações dos alunos tivemos a participação generosa de André Sefione e Patrícia Eugênio que abrilhantaram ainda mais a festa com a apresentação de belas musicas.

Ainda tivemos uma belíssima apresentação do grupo BEM, quer dizer, da parte feminina desse grupo, que também nos brindou com lindas canções.

Acompanhe abaixo as fotos do evento e o vídeo que foi realizado pelos alunos e monitores do ESDE-CEE.

Clique na foto para abrir o álbum virtual.

DIJ comemora dia das mães

Publicado terça-feira, 17 maio, 2011 por Adão Salles
Categorias: DIJ

Tags: ,
Por Fabiano Santos

A partir do segundo semestre de 2011, as aulas de evangelização dos ciclos da infância (compreendidos entre 3 e12 anos de idade) passarão por uma grande transformação a partir da mudança do dia de sua realização que será aos sábados, das 9 às 11h.

Entretanto, esta não é a única mudança que a Evangelização Espírita Infantil na Comunidade Espírita Esperança – CEE experimentará; diversos têm sido os esforços e as ações da Diretoria do DIJ e da Vice-Presidência de Doutrina, apoiados pela Diretoria Executiva, para levar a efeito uma nova sistemática de trabalho junto aos evangelizandos.

Nesse sentido, no início de 2011 foi realizado um Curso de Capacitação Técnico-Pedagógica para os Evangelizadores enfocando novos recursos para a transmissão do ensinamento da Doutrina Espírita. E, mesmo antes de se iniciar o novo período letivo, os evangelizadores já começam a “incrementar” as suas aulas com técnicas e
recursos transmitidos no Curso.

Um bom exemplo disto foi a iniciativa da evangelizadora Maria José Barberá que, por ocasião dos dias das mães, levou os evangelizandos do ciclo sob sua responsabilidade a construírem um trabalho que foi levado entregue às respectivas mães, valendo-se de técnica de pintura.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A oportunidade serviu para integrar os evangelizandos em torno de um objetivo comum, criando um ambiente lúdico na construção da mensagem.

No segundo semestre, a Evangelização Infantil na CEE contará, além do Cantinho de Leitura Meimei (inaugurado em abril/2011), com recursos propiciados pelo teatro, música, artes plásticas para a transmissão do conhecimento.

A seguir, um registro fotográfico dos momentos de construção das mensagens entregues às mães dos evangelizandos.

CANTINHO DE LEITURA “MEIMEI”

Publicado segunda-feira, 25 abril, 2011 por Adão Salles
Categorias: DIJ

Tags: ,
Por Fabiano Santos
As crianças que frequentam os Ciclos da Escola Espírita de Evangelização da Comunidade Espírita Esperança – CEE viveram momentos inesquecíveis nos dias 13, 14 e 16 de abril último.

Dando prosseguimento à execução das atividades planejadas para 2011, o DIJ – Departamento de Infância e Juventude inaugurou o CANTINHO DE LEITURA “MEIMEI”, espaço dedicado à exposição e uso de livros da literatura espírita infantil.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na oportunidade da inauguração do “Cantinho”, foi promovida uma atividade especial de contação de histórias, a cargo de Ismênia Novaes (dias 13 e 14) e Lion (dia 16), que despertou a atenção dos evangelizandos para a mensagem doutrinária transmitida.

Segundo Alice Campos (diretora do DIJ/CEE e idealizadora do CANTINHO), “essa atividade, inédita em nossa Casa, constará da programação da Escola Espírita de Evangelização a partir do segundo semestre de 2011, dentro das mudanças que estão sendo implantadas pelo DIJ.”

O objetivo é o de promover a aproximação, cada vez maior, dos evangelizandos com os ensinamentos trazidos pela Doutrina Espírita, valendo-se de narrativas apresentadas por diversos autores (encarnados e desencarnados) fiéis aos ideais codificados por Kardec.

Segundo o Portal Literal, “a arte de contar histórias é uma prática milenar que teve seu início desde os primórdios da humanidade por meio da tradição oral, sendo intensificadas na Grécia Antiga e no Império Árabe – por meio das famosas histórias presentes na obra “As mil e uma noites”, contadas por Sherazade.

A ‘contação de histórias’ age na formação da criança em várias áreas. Contribui no desenvolvimento intelectual, pois desperta o interesse pela leitura e estimula a imaginação por meio da construção de imagens interiores e dos universos da realidade e da ficção, dos cenários, personagens e ações que são narradas em cada história.

Outro ponto em que atua é no desenvolvimento comunicativo devido a sua provocação de oralidade que leva a criança a dialogar com seus colegas ouvintes e a (re)contar a história para seus amigos que não estavam presentes naquele momento.”

A iniciativa do Cantinho de Leitura “Meimei” foi muito elogiada pelos pais dos evangelizandos que, além de estarem entusiasmados com as mudanças propostas e implantadas pelo DIJ, participaram, com suas presenças, dos momentos da contação de histórias.

Mensagem de Bezerra de Menezes

Publicado quinta-feira, 31 março, 2011 por Adão Salles
Categorias: Divulgação, Doutrinárias

Tags: , ,
Por Odair Porto de Araújo

Num momento em que tantas tragédias ocorrem com muitas perdas de vidas e materiais vemos inúmeras mensagens alarmistas de próximo fim do mundo.
Filmes, artigos em revistas, chamadas na televisão, cultivam o pior inimigo que a humanidade tem,  o medo.
Dr. Bezerra de Menezes nos clareia a visão nesta mensagem recebida pelo Divaldo Franco em Los Angeles no ano passado.

 

“Meus filhos:

Que Jesus nos abençoe

A sociedade terrena vive, na atualidade, um grave momento mediúnico no qual, de forma inconsciente, dá-se o intercâmbio entre as duas esferas da vida. Entidades assinaladas pelo ódio, pelo ressentimento, e tomadas de amargura cobram daqueles algozes de ontem o pesado ônus da aflição que lhes tenham proporcionado. Espíritos nobres, voltados ao ideal de elevação humana sincronizam com as potências espirituais na edificação de um mundo melhor. As obsessões campeiam de forma pandêmica, confundindo-se com os transtornos psicopatológicos que trazem os processos afligentes e degenerativos.

Sucede que a Terra vivencia, neste período, a grande transição de mundo de provas e de expiações para mundo de regeneração.

Nunca houve tanta conquista da ciência e da tecnologia, e tanta hediondez do sentimento e das emoções. As glórias das conquistas do intelecto esmaecem diante do abismo da crueldade, da dissolução dos costumes, da perda da ética, e da decadência das conquistas da civilização e da cultura…

Não seja, pois, de estranhar que a dor, sob vários aspectos, espraia-se no planeta terrestre não apenas como látego mas, sobretudo, como convite à reflexão, como análise à transitoriedade do corpo, com o propósito de convocar as mentes e os corações para o ser espiritual que todos somos.

Fala-se sobre a tragédia do cotidiano com razão.

As ameaças de natureza sísmica, a cada momento tornam-se realidade tanto de um lado como de outro do planeta. O crime campeia a solta e a floração da juventude entrega-se, com exceções compreensíveis, ao abastardamento do caráter, às licenças morais e à agressividade.

Sucede, meus filhos, que as regiões de sofrimento profundo estão liberando seus hóspedes que ali ficaram, em cárcere privado, por muitos séculos e agora, na grande transição, recebem a oportunidade de voltarem-se para o bem ou de optar pela loucura a que se têm entregado. E esses, que teimosamente permanecem no mal, a benefício próprio e do planeta, irão ao exílio em orbes inferiores onde lapidarão a alma auxiliando os seus irmãos de natureza primitiva, como nos aconteceu no passado.

Por outro lado, os nobres promotores do progresso de todos os tempos passados também se reencarnam nesta hora para acelerar as conquistas, não só da inteligência e da tecnologia de ponta, mas também dos valores morais e espirituais. Ao lado deles, benfeitores de outra dimensão emboscam-se na matéria para se tornarem os grandes líderes e sensibilizarem esses verdugos da sociedade.

Aos médiuns cabe a grande tarefa de ser ponte entre as dores e as consolações. Aos dialogadores cabe a honrosa tarefa de ser, cada um deles, psicoterapeutas de desencarnados, contribuindo para a saúde geral. Enquanto os médiuns se entregam ao benefício caridoso com os irmãos em agonia, também têm as suas dores diminuídas, o seu fardo de provas amenizadas, as suas aflições contornadas, porque o amor é o grande mensageiro da misericórdia que dilui todos os impedimentos ao progresso – é o sol da vida, meus filhos, que dissolve a névoa da ignorância e que apaga a noite da impiedade.

Reencarnastes para contribuir em favor da Nova Era.

As vossas existências não aconteceram ao acaso, foram programadas.

Antes de mergulhardes na neblina carnal, lestes o programa que vos dizia respeito e o firmastes, dando o assentimento para as provas e as glórias estelares.

O Espiritismo é Jesus que volta de braços abertos, descrucificado, ressurreto e vivo, cantando a sinfonia gloriosa da solidariedade.

Dai-vos as mãos!

Que as diferenças opinativas sejam limadas e os ideais de concordância sejam praticados. Que, quaisquer pontos de objeção tornem‑se secundários diante das metas a alcançar.

Sabemos das vossas dores, porque também passamos pela Terra e compreendemos que a névoa da matéria empana o discernimento e, muitas vezes, dificulta a lógica necessária para a ação correta. Mas ficais atentos: tendes compromissos com Jesus…

Não é a primeira vez que vos comprometestes enganando, enganado-vos. Mas esta é a oportunidade final, optativa para a glória da imortalidade ou para a anestesia da ilusão.

Ser espírita é encontrar o tesouro da sabedoria.

Reconhecemos que na luta cotidiana, na disputa social e econômica, financeira e humana do ganha-pão, esvai-se o entusiasmo, diminui a alegria do serviço, mas se permanecerdes fiéis, orando com as antenas direcionadas ao Pai Todo-Amor, não vos faltarão a inspiração, o apoio, as forças morais para vos defenderdes das agressões do mal que muitas vezes vos alcança.

Tende coragem, meus filhos, unidos, porque somos os trabalhadores da última hora, e o nosso será o salário igual ao do jornaleiro do primeiro momento.

Cantemos a alegria de servir e, ao sairmos daqui, levemos impresso no relicário da alma tudo aquilo que ocorreu em nossa reunião de santas intenções: as dores mais variadas, os rebeldes, os ignorantes, os aflitos, os infelizes, e também a palavra gentil dos amigos que velam por todos nós.

Confiando em nosso Senhor Jesus Cristo, que nos delegou a honra de falar em Seu nome, e em Seu nome ensinar, curar, levantar o ânimo e construir um mundo novo, rogamos a Ele, nosso divino Benfeitor, que a todos nos abençoe e nos dê a Sua paz.

São os votos do servidor humílimo e paternal de sempre,

Bezerra.”

Mensagem psicofônica de Bezerra de Menezes (espírito) transmitida por Divaldo Franco(13.11.2010 – Los Angeles)


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.